Fugindo da Realidade

Viver fugindo da realidade concreta é acontecimento corriqueiro na nossa vida. Ocupamos grande parte do nosso tempo com questões sobre as quais a capacidade de atuação é nula: Criticar políticos, divulgar e ler sobre homicídios ou catástrofes, etc. A lista é longa, basta que você pense um pouco… quantas vezes reclama de coisas sobre as quais não toma atitude concreta alguma? Lemos, assistimos e reclamamos de coisas que além da inutilidade, nos incutem medo, terror e o pior, trazem à nossa mente a falsa ideia de estar atuando no sentido de melhorar aquela situação.

Com a desculpa de manter-se informados, tantos perdem seu tempo em inutilidades, fazendo da sua vida puro devaneio, campo aberto à dispersão, dias e dias sem nenhum progresso nestes indivíduos.

Prestar mais atenção à nossa vida, e menos à dos outros. A fofoca tomou um rumo diferenciado nos dias de hoje. Através da imprensa de massa, os fuxicos deixaram de ser apenas sobre os vizinhos e podem compreender até episódios do outro lado do mundo.

Centrar a mente, reduzindo comentários sobre assuntos aleatórios é uma ótima forma de direcionar nossa energia mental e assim permitir que nossos projetos pessoais sejam encaminhados. Centrar esforços naquilo que realmente temos capacidade de atuar é caminho para sair da inatividade e transformar nossa vida.

O Swásthya Yôga pode ser de grande valia para auxiliar o praticante a focalizar, visto o grande acervo de técnicas de concentração, limpeza orgânica e emocional. De posse de todas estas técnicas e com uma vontade sincera de se auto-superar, a dispersão só ira ocorrer quando desejar.

Sem Comentários

Responda